Salte para o conteúdo principal

O futuro aberto das redes de acesso rádio

Existem várias tendências tecnológicas a serem alavancadas pelo 5G

 

A adoção de tecnologias virtualizadas Open RAN (Radio Access Network) está em claro crescimento, permitindo aumentar a flexibilidade, reduzir custos e impulsionar a inovação.

Para tal, estas tecnologias baseiam-se na utilização de equipamento de rede composto por hardware genérico (COTS) e software de código fonte aberto, provenientes de diferentes empresas tecnológicas.

Atualmente, as redes móveis estão a evoluir para uma estrutura cada vez mais inteligente, virtual, aberta e totalmente interoperável.

Estas podem não só criar novas oportunidades de negócio como também permitir aos operadores móveis reduzir custos, aumentando simultaneamente a inovação, a flexibilidade da rede e a eficiência operacional. O conceito de Open RAN é uma destas tendências-chave e é o foco deste documento.


O futuro aberto da RAN

 

Há um amplo reconhecimento do potencial do Open RAN para transformar o mercado existente através de uma abordagem centrada em software modular baseado em hardware comercial genérico e interfaces abertas e interoperáveis que asseguram a implementação dos diferentes elementos de rede (RU, DU e CU) num ecossistema multi-fornecedor.

Paralelamente, a atual maturidade da tecnologia apresenta desafios que precisam de ser enfrentados:

  • Desempenho e paridade de funcionalidades com a RAN tradicional distribuída;
  • Aptidões e capacidades técnicas das equipas de engenharia;
  • Desafios de interoperabilidade;
  • Coexistência com tecnologias legadas.


Quanto demorará até a Open RAN se tornar uma realidade comercial generalizada?

 

De acordo com o Grupo Dell'Oro, as receitas de RAN Open RAN deverão representar cerca de 15% do mercado global de RAN até 2026, refletindo uma tração saudável em múltiplas regiões.
As soluções baseadas em Open RAN estão a evoluir passo a passo na fase de maturidade, tornando-se progressivamente numa solução de implementação generalizada.

No final de 2021, o Telecom Infra Project (TIP) relatou que facilitou 35 ensaios e implantações de tecnologia de rede de acesso de rádio aberta (Open RAN) entre 29 operadores diferentes em 20 países. Esperamos que tal acelere durante 2022 e 2023.

Leia o documento na íntegra e explore os fatores críticos para construir uma Open RAN forte.

Quais são as principais diferenças entre a arquitetura tradicional das redes de acesso móvel e as soluções Open RAN? Quais são as vantagens e desafios que o Open RAN traz?

Faça download do paper para saber mais.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se quiser ajudar a melhorar o site Deloitte.com, por favor preencha um formulário Inquérito de 3 minutos