Skip to main content

Navegar o futuro do retalho: Uma revolução sustentável

Uma conversa com a direção da National Retail Federation (NRF)

O panorama do retalho está a passar por uma transformação, com a sustentabilidade a emergir como uma força fundamental que molda o futuro do sector. Numa entrevista exclusiva com Scot Case, Vice-Presidente para a Sustentabilidade na NRF e Diretor Executivo do recém-lançado NRF Centre for Retail Sustainability, exploramos alguns dos impactos profundos da sustentabilidade no retalho e as estratégias que os retalhistas estão a adotar para navegar este tópico.

Global Retail Outlook 2024: Industry perspective

 

Como parte do nosso recente relatório, Global Retail Outlook 2024, pedimos a 200 líderes de retalho de todo o mundo que nos fornecessem as suas expectativas de receitas e margens operacionais para o sector como um todo. Ao longo dos últimos meses, recolhemos também as perspectivas do sector, entrevistando alguns dos nossos clientes. De seguida, apresentamos um excerto de uma dessas conversas com a NRF.

Sustentabilidade para além da regulamentação

Com a sua vasta experiência no sector do retalho, Scot assistiu a altos e baixos dos ciclos económicos. "Os retalhistas que sobreviveram e prosperaram foram aqueles que deram prioridade aos seus investimentos em tempos de incerteza económica", afirma Scot. Argumenta que a sustentabilidade não é uma atividade com um botão de pausa. "Pelo contrário, é um ciclo de melhoria contínua que produz dividendos substanciais. Os retalhistas que dão prioridade à sustentabilidade, mesmo em tempos de incerteza económica, posicionam-se para o sucesso a longo prazo". É por isso que Scot está satisfeito por constatar que a NRF, como a maior associação comercial do mundo para retalhistas, está a responder a uma procura crescente dos seus membros para se participarem ativamente em conversas sobre sustentabilidade. "Os resultados do inquérito global da Deloitte também mostram que, quando questionados sobre quais são as suas principais prioridades, os retalhistas listam a sustentabilidade logo a seguir à gestão dos custos e das pressões inflacionistas e à garantia de resiliência da cadeia de fornecimento."

Comportamento dos consumidores

Esta crescente atenção à sustentabilidade é contrária ao pressuposto de que os desafios económicos podem levar à redução das despesas dos consumidores e das empresas com a sustentabilidade. De facto, Scot aponta para um interesse crescente dos consumidores em comprar produtos ligeiramente gastos, usados ou renovados. Os retalhistas que aproveitam esta oportunidade não só vão ao encontro das preferências evolutivas dos consumidores, como também ajudam a criar novos fluxos de receitas e oportunidades de angariação de clientes. "Há muitos exemplos em que vemos que a decisão financeiramente inteligente, tanto para o retalhista como para o consumidor, também produz benefícios de sustentabilidade gratuitos."

A sustentabilidade é uma questão de definição?

Mas o que é que constitui uma decisão inteligente quando se trata de sustentabilidade? Scot sublinha alguns desafios de alinhar as muitas perspetivas sobre sustentabilidade no cenário do retalho. Cada retalhista tem a sua própria definição de sustentabilidade e os consumidores têm diferentes expectativas nas diferentes categorias de produtos. O que consideram sustentável na eletrónica é, provavelmente, diferente do que consideram sustentável na moda ou quando compram um carro ou uma casa. 

Os retalhistas devem colmatar esta lacuna através do conhecimento dos atributos específicos dos produtos, da compreensão das escolhas dos consumidores e de comunicações eficazes. O retalhista precisa de saber por que razão um cliente escolheu o produto X e não o produto Y. Por exemplo, em alguns casos, os consumidores podem indicar que dão prioridade a uma maior qualidade porque poderão utilizar um produto mais durável durante mais tempo. Mas alguns retalhistas podem não considerar a "qualidade" como um atributo de sustentabilidade. "É realmente uma questão de definição", continua Scot. "Saber que atributos específicos do produto estão envolvidos numa compra e garantir que os retalhistas e os consumidores falam a mesma língua."

Uma abordagem holística à sustentabilidade

A NRF lançou recentemente o NRF Centre for Retail Sustainability, centrado na economia circular, na sustentabilidade da cadeia de fornecimento e na perceção do consumidor. Curiosamente, quando se trata de sustentabilidade, o NRF Centre for Retail Sustainability colabora não só com executivos de sustentabilidade, mas também com vários departamentos. "Porque a sustentabilidade bem feita está integrada em todos os aspectos da estratégia de um retalhista e na execução dessa estratégia. Isto significa que falamos ativamente sobre sustentabilidade com as pessoas das finanças, as pessoas do merchandising, as pessoas da nossa rede de fornecimento, as pessoas do marketing. Sem colaboração, não o conseguiremos fazer".

A IA é a varinha mágica?

Scot falou sobre o impacto da IA generativa e da tecnologia no apoio aos esforços de sustentabilidade. Desde o mapeamento de redes de abastecimento interligadas à análise dos atributos dos produtos e do fluxo de mercadorias, a tecnologia pode certamente ajudar os retalhistas a compreender e a trabalhar com as complexidades da sustentabilidade. Além disso, as ferramentas sofisticadas de IA podem fornecer informações sobre o comportamento dos consumidores, proporcionando uma maior granularidade sobre os atributos dos produtos que estão a ser vendidos e dando uma visão dos padrões de consumo. "Em última análise, os dados e os insights podem ajudar a otimizar os tipos de ofertas sustentáveis que os retalhistas apresentam aos consumidores. Mas chamar-lhe uma varinha mágica..."

As nuances exigem soluções adaptadas

"Em termos gerais, todos os desafios de sustentabilidade são de natureza semelhante. Vimos isso na nossa recente conferência sobre o futuro da circularidade do retalho". O primeiro objetivo do NRF Centre for Retail Sustainability é desenvolver uma rota para o futuro da economia circular do retalho. Ao envolver executivos de diversas funções e indústrias, o projeto espera fomentar ainda mais a colaboração, a inovação e as soluções sistémicas que transcendem as fronteiras do sector. "Por isso, apesar de estarmos a falar com pessoas de todas as diferentes funções e sectores do retalho, vimos muitas semelhanças na forma como as cadeias de fornecimento estão organizadas, como funcionam, os tipos de necessidades de dados que têm, as ferramentas, soluções e os canais que utilizam. Há semelhanças suficientes para aprendermos uns com os outros e partilharmos inovações para futuros modelos de negócio."

Mas, embora reconheça a uniformidade das estratégias de sustentabilidade a um nível elevado, Scot salienta as nuances setoriais específicas necessárias para os diferentes setores retalhistas no que se refere aos pormenores. É provável que cada setor retalhista enfrente desafios distintos e que cada estratégia de sustentabilidade seja diferente de retalhista para retalhista, porque uma solução não serve para todos. Os desafios de sustentabilidade no setor da eletrónica são inerentemente diferentes dos que se verificam no setor alimentar ou no setor da moda.

Sustentabilidade em todos os aspetos do panorama retalhista

Como a sustentabilidade permeia cada aspeto da economia de retalho, Scot destaca a sua crescente proeminência nas conversas no espaço de retalho. "Mesmo em conversas não relacionadas com a sustentabilidade, vemos o tema a tecer-se na narrativa do retalho. Por isso, quer esteja a aprofundar estratégias para o crescimento do negócio ou a falar de análise de dados, não pode escapar ao tema da sustentabilidade nestas discussões." Scot ficou satisfeito por concluir que "a sustentabilidade se tornou parte integrante da linguagem do retalho".

Leia o nosso relatório completo 2024 Global Retail Outlook para aprofundar melhor e em mais perspectivas do sector.

Scot Case, Vice President for Sustainability na NRF e Executive Director do NRF Centre for Retail Sustainability, diz

"O que vemos em todos os sectores é que estão a ser feitos grandes progressos na otimização das soluções de sustentabilidade."

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

If you would like to help improve Deloitte.com further, please complete a 3-minute survey

Filter by region:
All
  • All