Skip to main content

Inclusão das pessoas com deficiência na Deloitte

A Deloitte está focada em proporcionar ambientes de trabalho nos quais os nossos colaboradores possam prosperar.

A abordagem global da Deloitte à inclusão de pessoas com deficiência baseia-se no "modelo social", segundo o qual as pessoas são incapacitadas apenas pelo ambiente social e físico que as rodeia. Estamos, portanto, focados em fornecer ferramentas e recursos para ajudar a permitir que todos os nossos colaboradores atinjam o seu pleno potencial de carreira.

Inclusão das pessoas com deficiência na Deloitte

Na Deloitte, a inclusão de pessoas com deficiência significa fornecer as ferramentas e os recursos certos para os colegas com deficiência. Significa também educar os nossos colaboradores sobre a inclusão de pessoas com deficiência e fornecer recursos úteis, tais como orientações sobre o regresso ao trabalho após um período de ausência de alguém com uma condição de saúde crónica.

A inclusão de pessoas com deficiência é um pilar fundamental da estratégia global de inclusão da Deloitte, que se centra na disponibilização de ferramentas e recursos práticos e de fácil utilização que cada empresa da Deloitte pode utilizar, desde o recrutamento ao desenvolvimento e retenção. Esta estratégia é complementada pelo foco global da Deloitte na promoção de uma cultura inclusiva no local de trabalho, sustentada pelo respeito. Este foco inclui os premiados filmes educativos Can you see me? da Deloitte Global, que apresentam histórias de indivíduos de grupos sub-representados, como o Thiago, um utilizador de cadeira de rodas.

Na Reunião Anual de World Economic Forum, em janeiro de 2019, a Deloitte Global tornou-se signatária da Valuable 500, assinalando o nosso compromisso global e foco de liderança no que diz respeito à inclusão da deficiência.

O enfoque global da Deloitte US na promoção de locais de trabalho inclusivos para colegas com deficiência foi reconhecido por organizações terceiras em todo o mundo, incluindo, em 2021, onde a Deloitte US obteve uma pontuação perfeita na classificação dos melhores locais para trabalhar do Disability Equality Index de 2021 . A Deloitte do Reino Unido faz parte dos empregadores Disability Confident do sistema governamental do Reino Unido, centrado nas melhores práticas de recrutamento, retenção e desenvolvimento de pessoas com deficiência.

Thiago

"... muitas vezes, penso que devo ser invisível. E quando as pessoas me vêem, só vêem a cadeira." Reserve um momento para ver o Thiago.

Eis algumas formas de atuação

Para além da estratégia global, as firmas da Deloitte lançaram uma série de programas de sensibilização, formação e treino para ajudar a permitir que as pessoas com deficiência da Deloitte atinjam todo o seu potencial de carreira, bem como para apoiar o desenvolvimento de competências e a progressão na carreira na sociedade em geral.

Isto inclui iniciativas centradas na acessibilidade no ambiente físico de trabalho, como a iniciativa de design centrado no ser humano (HCD) da Deloitte US, que procura compreender melhor as experiências das pessoas com deficiência, identificar formas de melhorar a acessibilidade e criar uma cultura mais inclusiva.

A Deloitte Canadá lançou o seu primeiro Plano de Ação AccessAbility em 2021 para reforçar o seu compromisso com a inclusão de pessoas com deficiência, bem como de pessoas com diferentes necessidades de acessibilidade, seguido de uma atualização do progresso em 2022. A Deloitte Japão publicou dados demográficos sobre as suas pessoas com deficiência como parte do esforço da empresa para aumentar a representação, acessibilidade e consciencialização dos talentos com deficiência.

Várias firmas da Deloitte têm grupos de recursos de funcionários dedicados à inclusão da deficiência para ajudar a promover a comunidade e a aliança, incluindo a sensibilização nas respetivas firmas.

Embora a definição de pessoas com deficiência da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (UNCRPD) inclua variações neuro diversas, como o autismo, a dislexia e a PHDA, o feedback dos colegas neuro diversos diz-nos que muitas vezes não se auto-identificam como deficientes. Como tal, a estratégia global ALLIN - diversidade, equidade e inclusão da Deloitte distingue entre inclusão de deficientes e neuro diversidade.

Deloitte's support of the Paralympic movement


 In April 2022, Deloitte and the International Olympic Committee (IOC) announced a decade-long, five-Games “partnership with purpose” through 2032 which will see Deloitte serve as a Worldwide Olympic and Paralympic Partner. This partnership leverages Deloitte’s considerable business acumen to help the Paralympic games realize the possibilities of its strategic plan for the future, transforming attitudes towards persons with disabilities and driving social inclusion. Learn more about the partnership here.

Andrew Parsons, IPC President, said: “The Paralympic Games are the biggest showcase of persons with disabilities on the world stage. Having worked with Deloitte for several years now, the IPC is enthusiastic to explore with Deloitte how its expertise and wide range of services can benefit the wider Paralympic Movement. Together we can use Para sport as a tool to empower people, change attitudes towards disability and create greater opportunities for the world’s 1.2 billion persons with disabilities.”

While the UN Convention on the Rights of Persons with Disabilities (UNCRPD)’s definition of persons with disabilities includes neurodiverse variations such as autism, dyslexia and ADHD, feedback from neurodiverse colleagues tells us that they often do not self-identify as disabled. As such, Deloitte’s global diversity, equity and inclusion strategy differentiates between disability inclusion and neurodiversity.