Pular para o conteúdo principal

Tendências Globais de Capital Humano 2020

A empresa social no trabalho: o paradoxo como um caminho a seguir

Como as organizações podem permanecer claramente humanas em um mundo movido pela tecnologia? O relatório "Tendências Globais de Capital Humano" desse ano pede que as organizações adotem três atributos – propósito, potencial e perspectiva – que caracterizam o que significa combinar pessoas e tecnologia para atuar como uma empresa social no trabalho.

 

O relatório deste ano convida as lideranças da C-suite a humanizar o mundo do trabalho, abordando um dos maiores desafios que as empresas enfrentam atualmente: as organizações podem permanecer claramente humanas em um mundo impulsionado pela tecnologia?

À luz dos desafios sem precedentes apresentados pela Covid-19, o futuro do trabalho se tornou uma realidade diante de nossos olhos – em tempo real. Nos últimos meses, as lideranças foram forçadas a entrar em ação – obrigadas a fazer escolhas rápidas e ousadas em um esforço para amenizar as ondas de choque que foram sentidas em todos os setores e ecossistemas do mundo. Alguns dos resultados foram inspiradores, com muitos líderes se mobilizando a taxas antes inimagináveis para combinar pessoas e tecnologia por meio do trabalho virtual e remoto, e desafiar o pensamento sobre como, onde e quando o trabalho pode ser feito de forma eficaz.

O que vem a seguir é fundamental: à medida que as organizações procurarem organizar o retorno ao trabalho, elas terão uma oportunidade única de reimaginar o próprio trabalho – aproveitando as lições, as práticas e a boa vontade criadas durante a resposta acelerada à crise. As organizações abraçarão as possibilidades que estão por vir? Ou tentarão voltar às velhas formas de trabalho e correrão o risco de ficar para trás rapidamente?

As "Tendências Globais de Capital Humano 2020" da Deloitte oferecem às lideranças organizacionais um caminho sustentável para ajudá-los a recodificar fundamentalmente seu DNA para o futuro, incorporando três atributos ao núcleo da organização: propósito, potencial e perspectiva.

  • As organizações que adotam o propósito incorporam o significado em todos os aspectos do trabalho, todos os dias, otimizando o poder dos indivíduos ao aproveitar os pontos fortes complementares dos funcionários a serviço de um objetivo comum
  • As organizações que adotam o potencial são projetadas e organizadas para maximizar o que os seres humanos são capazes de pensar, criar e fazer em um mundo de máquinas, aumentando o potencial de seu pessoal para o sucesso de longo prazo no trabalho
  • As organizações que adotam a perspectiva veem a incerteza como uma possibilidade e não como uma ameaça, posicionando-se para tomar medidas decisivas para moldar um futuro desconhecido

Ao adotar esses atributos, as organizações têm o poder de colocar a empresa social para trabalhar em 2020 e moldar a próxima década.

O relatório deste ano, o 10º anual, é o maior estudo longitudinal do mundo sobre RH, talentos e tópicos relacionados já realizado. Ele se baseia nas percepções de quase 9.000 participantes da pesquisa de 119 países e inclui estratégias práticas e histórias de organizações que estão na vanguarda da colocação da empresa social para trabalhar.

Retorno ao trabalho no futuro do trabalho: 

 

Abraçar o propósito, o potencial, a perspectiva e a possibilidade durante Covid-19

À medida que a pandemia de Covid-19 provoca profundas mudanças sociais e organizacionais, os líderes têm a oportunidade de voltar ao trabalho projetando o futuro do trabalho, com base nas lições e práticas que suas organizações executaram durante a crise.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se você quiser ajudar a melhorar ainda mais o Deloitte.com, preencha o formulário Pesquisa de 3 minutos