Pular para o conteúdo principal

Iniciativas de mudança: como gerenciar a "roda da aflição"

Doze elementos de risco que trazem desafios para momentos de transição

Geralmente, CXOs são contratados para melhorar a performance de uma empresa, unidade de negócios ou área funcional. Isso exige que essas lideranças catalisem a mudança em suas organizações, muitas vezes no início de suas transições. Com base em nossos inúmeros laboratórios de transição, identificamos vários fatores de risco de execução que chamamos de "roda da aflição". Essas são questões que os líderes devem ser capazes de abordar para entregar iniciativas de mudança bem-sucedidas.

O artigo “Iniciativas de mudança: Como gerenciar os riscos da roda da aflição”, produzido pela Deloitte, lista os doze elementos da “roda da aflição” que são comumente encontrados em nossos laboratórios de transição. Geralmente, essas questões lidam com três fatores de risco de execução no que diz respeito a: disponibilidade de recursos críticos; comprometimento e alinhamento dos stakeholders; e resistência emocional, cognitiva e social.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se você quiser ajudar a melhorar ainda mais o Deloitte.com, preencha o formulário Pesquisa de 3 minutos