Skip to main content

A evolução do modelo de valor dos meios de pagamentos

Como os clientes estão redefinindo a forma como os players de meios de pagamentos ganham dinheiro?

Estamos acompanhando uma mudança no modelo de valor dos meios de pagamentos, do ponto de venda para um modelo mais amplamente centrado em como e por que as pessoas pagam. Analisamos o impacto que isso gera na equação do valor econômico dos meios de pagamentos.

Os meios de pagamentos são parte integrante da experiência de compra do cliente e dos resultados financeiros de muitas instituições financeiras. À medida que as organizações continuam a migração para o digital, a experiência de pagamento tornou-se cada vez mais padronizada, exigindo que as empresas olhem para além das taxas de transação em busca de valor acrescentado. O ecossistema de pagamentos está se adaptando para tirar vantagens desta mudança.

Análise da Deloitte apresenta a ruptura do modelo de meios de pagamentos tradicional e os atuais impulsionadores do valor dos meios de pagamentos. Explicamos o que acreditamos ser a fórmula de valor dos meios de pagamentos do futuro e quais serão os impulsionadores de valor na futura economia digital-first.

Com base em entrevistas com John Anderson (Head Card Scheme Management) e Brad Gillis (Head Payments Africa Regions), apresentamos um estudo de caso do Standard Bank, na África do Sul para mostrar algumas destas ideias na prática.

Os impulsionadores do valor dos meios de pagamentos estão mudando; as empresas precisam fazer investimentos proativamente para permanecerem competitivas, diferenciadas e relevantes.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

If you would like to help improve Deloitte.com further, please complete a 3-minute survey