Pular para o conteúdo principal

Metaverso na indústria financeira

Perspectivas e oportunidades do metaverso na formação de novas conexões entre organizações de serviços financeiros e clientes

Potencial, oportunidades e desafios

 

Gradualmente, o metaverso está cada vez mais fazendo parte do cotidiano de pessoas e empresas, com novos casos de uso e apresentando um potencial de geração de receitas alternativas ao explorar este canal de distribuição ou relacionamento de forma crescente para diversos setores da economia.

O metaverso pode ser definido como um ambiente simulado, persistente e imersivo, que é experimentado em primeira pessoa por grandes grupos de usuários simultâneos que interagem continuamente uns com os outros. O futuro dessa tecnologia ainda é incerto e está em desenvolvimento constante, mas existem perspectivas interessantes sobre seu impacto no Brasil e na Indústria Financeira.

O relatório “Metaverso na Indústria Financeira” demonstra como a indústria pode ser beneficiada com a evolução dessa tecnologia e apresenta as perspectivas de crescimento, as formas que as organizações podem atuar no setor e como elas podem implementar iniciativas desse novo ambiente em suas atividades.

Por que metaverso e por que agora?

 

Apesar de ser uma tecnologia que está em desenvolvimento, o metaverso tem o potencial de garantir novas receitas para diversos setores da economia. Segundo pesquisa realizada pela Grand View [¹], espera-se que essa tecnologia gere uma receita de R$ 4,6 bilhões até 2030 no mercado brasileiro, dos quais 21% seriam provenientes do setor bancário, financeiro e de seguradoras – o segundo mais representativo.

Por sua vez, o Brasil possui características que o posicionam de forma positiva para aproveitar essas novas oportunidades. A indústria financeira brasileira dispõe de processos, plataformas e sistemas de pagamento digital rápidos, seguros e compatíveis para apoiar as transações no metaverso. Somado a isso, o governo brasileiro tem implementado iniciativas de apoio à digitalização no País para uma população que já se mostra engajada com o metaverso – cerca de 63% dos adultos estão familiarizados com esse ambiente e 60% têm uma atitude positiva para o uso no cotidiano.

Metaverso e a indústria financeira

 

O metaverso pode permitir que as instituições financeiras se diferenciem de variadas maneiras nesse novo contexto. Entre as principais oportunidades, destacam-se a possibilidade de atrair, reter e fidelizar novos clientes por meio de experiências imersivas, além de desenvolver novos produtos, serviços financeiros e estratégias de engajamento para as novas gerações, que estão mais acostumadas com o ambiente digital.

Além disso, o metaverso pode transformar os locais de trabalho, tornando os ambientes mais colaborativos e de aprendizado. Por meio de tecnologias imersivas e de gamificação, é possível treinar ou engajar melhor os funcionários e atrair novos talentos que buscam flexibilidade na jornada de trabalho.

Como a indústria financeira pode começar a se preparar?

 

Por se tratar de uma tecnologia disruptiva, a utilização do metaverso demanda uma estratégia de posicionamento não só condizente com os objetivos e aspirações da organização, mas que também evolua ao longo da sua crescente adoção.

A Deloitte possui abordagens customizadas para o desenho e a implementação de estratégias de metaverso, com experiências recentes ao redor do mundo possibilitadas pela nossa expertise no mercado financeiro e neste universo virtual.

Nossa rede de especialistas locais e globais fornece conhecimentos valiosos para o sucesso da transformação de metaverso no mercado financeiro e nos credencia a ser o parceiro ideal. Faça o download do nosso relatório executivo e conheça mais sobre nossas soluções.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se você quiser ajudar a melhorar ainda mais o Deloitte.com, preencha o formulário Pesquisa de 3 minutos