Skip to main content

Cocamar

Fortalecendo a cultura de cooperação

Algumas empresas percebem o seu verdadeiro potencial de crescimento após passarem por momentos de turbulência. É o que chamamos de resiliência: a capacidade de responder e adaptar-se a mudanças e dificuldades para sobreviver e prosperar.

A Cocamar Cooperativa Agroindustrial é um exemplo no quesito. Assim como tantas outras, a Cocamar teve dificuldades nos anos 1990, quando o Plano Real e o fim da hiperinflação forçaram um choque de gestão nas organizações. Naquele momento, a cooperativa fundada em 1963 aprendeu o valor da governança e, de lá para cá, só evoluiu.

Atualmente, a Cocamar conta com mais de 100 unidades nos estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. São mais de 16 mil cooperados que atuam na produção de soja, milho, trigo, café e laranja. Na área varejista, a empresa possui cinco marcas de produtos. No setor agrícola, oferece sementes, madeiras, implementos, insumos e bio solutions. Já na pecuária, produz rações e suplementos naturais.

Em 2013, a Cocamar passou por uma grande transformação em seu modelo de gestão: separou a diretoria executiva do conselho de administração. O resultado nas finanças não poderia ser melhor – desde então, o faturamento triplicou. Em 2021, a cooperativa alcançou R$ 9,5 bilhões de faturamento e, até 2025, espera chegar ao faturamento de 15 bilhões, segundo Fernanda Braz Volpato Czusz, gerente de gestão, qualidade e processos da cooperativa.

Os feedbacks da Deloitte nos auxiliaram a enxergar os gaps onde ainda temos oportunidade de melhorias em nossos processos aqui na Cocamar. Por exemplo, identificamos que uma boa oportunidade de melhoria que nós temos é dentro das questões de ESG. As conversas com os consultores do programa nos levaram à criação de um comitê ESG, onde estamos definindo nossas métricas e próximas ações nesse assunto.

A Cocamar cresceu sem que a responsabilidade social – tão relevante no cooperativismo – fosse abandonada. Dos mais de 16 mil cooperados, 80% são donos de terras pequenas, de até 50 hectares. São pequenos produtores dependentes que, com a cooperativa, conseguem garantir competitividade para bater de frente com os grandes.

Além disso, a Cocamar dá assistência ao cooperado para que garantam os mais altos níveis de produtividade. A cooperativa conta com uma central em que mais de 150 engenheiros agrônomos se dedicam a tirar dúvidas em visitas presenciais ou até mesmo via aplicativo de celular.

Para um futuro próximo, a cooperativa visa diversificar seus produtos – ampliando a atuação em carne bovina e entrando na piscicultura – enquanto aumenta a contribuição para a governança socioambiental.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

If you would like to help improve Deloitte.com further, please complete a 3-minute survey