Pular para o conteúdo principal

Implementação de redes para conectividade de alto desempenho beneficia empresas

Um ecossistema inteligente e ciberneticamente seguro é crucial para que as operações das organizações sejam executadas de maneira eficiente, com o uso de redes sem fio privadas

Receba nossos conteúdos

As rápidas transformações no cenário global de tecnologia e telecomunicações estão abrindo portas para tendências que impulsionarão eficiência, inovação, produtividade e lucratividade. Avanços no desenvolvimento de smartphones, a expansão da tecnologia 5G e a crescente ênfase em dispositivos dobráveis, além da aplicação de Inteligência Artificial (IA) e aprendizado de máquina em dispositivos móveis, são alguns dos movimentos de mercado em crescimento. A evolução constante do ecossistema de aplicativos e da smart factory - uma fábrica digital de alto nível que coleta e troca informações entre equipamentos, máquinas e sistemas produtivos altamente interconectados -, bem como a segurança cibernética, são fatores de consideração significativos.

No Brasil, o destaque é para o crescimento exponencial da Inteligência Artificial Generativa (Gen AI, em inglês), com a tramitação de projetos de lei para avançar nas regulamentações. Ao mesmo tempo, a tecnologia de conectividade direta do satélite ao celular verá maturação global nos próximos anos, e o país, com sua vasta extensão territorial, emerge como um candidato ideal para impulsionar essa inovação. Um exemplo de uma tecnologia de conectividade é o uso escalado de conexões de acesso fixo sem fio (FWA, em inglês), previsto para atingir 236 milhões de usuários. Globalmente, é seguro dizer que essa tecnologia se estabeleceu como um dos casos de uso 5G de maior sucesso. No território brasileiro, poucas operadoras ativaram essa ferramenta para adoção do 5G por empresas e residências, em busca de monetização.

O fato é que as redes sem fio privadas oferecem benefícios cativantes para as empresas, tanto na modernização das redes com conectividade avançada e soluções de computação distribuída quanto na transformação operacional, como a tecnologia fundamental que impulsiona a revolução da Indústria 4.0. Essas redes desempenharão um papel essencial para concretizar o valor das tecnologias avançadas na manufatura, proporcionando uma conexão confiável e dedicada que garante uma comunicação estável entre dispositivos e sistemas na planta de produção.

Além disso, oferecem maior segurança, uma vez que são isoladas e configuradas para atender às necessidades específicas da infraestrutura de manufatura. Isso protege contra ameaças cibernéticas e garante a integridade dos dados sensíveis utilizados nos processos produtivos. A flexibilidade é outro benefício crucial, permitindo a rápida adaptação e reconfiguração dos dispositivos e equipamentos conectados. Isso é particularmente importante em ambientes onde a agilidade é essencial para lidar com mudanças na produção e nas demandas do mercado.

Ao implementar redes sem fio privadas, as empresas podem explorar plenamente tecnologias avançadas, como Internet das Coisas (IoT, em inglês), automação, IA, facilidade de tráfego de dados entre dispositivos e repositórios, e aprendizado de máquina. Essas tecnologias podem otimizar a eficiência operacional, melhorar a manutenção preditiva, reduzir custos e aumentar a qualidade do produto. A integração de redes móveis terrestres e de satélite gerará novas receitas para as indústrias de satélite, semicondutores e telecomunicações. Segundo a pesquisa “TMT Predictions 2024”, elaborada pela Deloitte, mais de 200 milhões de telefones que se conectam a serviços de satélite serão vendidos este ano. A expectativa é de que esses aparelhos contenham cerca de US$2 bilhões em chips especiais. Quanto à demanda por velocidade de conexão, o estudo prevê que mais de 90% das aplicações online mais utilizadas em redes fixas de banda larga nos mercados desenvolvidos terão a mesma taxa de bits recomendada pelo fornecedor em 2023.

Diante de um cenário de transição, vemos a expansão da Gen AI, que resultou em um aumento de receita global de US$10 bilhões. O Brasil segue testemunhando um crescimento dessa tecnologia, grandes empresas, incluindo bancos e operadoras de telecomunicações, estão direcionando investimentos para essa solução, visando aprimorar a eficiência operacional e fortalecer o relacionamento com os clientes. À medida que a Gen AI avança rapidamente e surgem novas ferramentas e casos de utilização, os líderes empresariais, tecnológicos e do setor público estão sob uma enorme pressão para descobrir como aproveitar as suas capacidades de forma mais eficaz.

De acordo com o estudo global “The State of Generative AI in the Enterprise: now decides next” (O Estado da IA Generativa no ambiente empresarial: o agora decide o futuro), também realizado pela Deloitte, 79% dos líderes empresariais e tecnológicos com experiência na ferramenta acreditam que a Gen AI impulsione uma transformação organizacional de forma substancial em menos de três anos. No entanto, o relatório mostra que existe uma grande incerteza sobre como gerir o talento, a governança e o risco quando se trata da adoção dessa tecnologia. Inclusive, os entrevistados citam a falta de profissionais capacitados e habilidades técnicas como a maior barreira para a inserção da Gen AI nos negócios. Ainda segundo os dados, 22% dos líderes acreditam que as suas organizações estão ‘altamente’ preparadas para abordar questões de talento relacionadas com a adoção da ferramenta.

Visto que há uma circulação mais acessível de dados pelas redes, surgem ameaças ampliadas à segurança cibernética e tensões geopolíticas. A implementação de um ecossistema inteligente, confiável e seguro, que garanta a eficiência das operações, promova a integridade dos dados e proporcione proteção contra ameaças cibernéticas, é imperativa. Organizações que atribuem grande importância à confiança digital percebem benefícios significativos das iniciativas de cibersegurança, impactando positivamente os setores operacionais, financeiros e a reputação da marca. Vale ressaltar que, quanto mais valor, foco e investimento uma companhia dedica à gestão de riscos cibernéticos, maior será a probabilidade de obter benefícios comerciais mensuráveis com seus programas.

Atualmente, as empresas são profundamente afetadas por mudanças nas regulamentações, devido aos rápidos avanços tecnológicos e pela evolução das expectativas dos consumidores. Prosperar num cenário empresarial tão dinâmico requer uma força motriz que compreenda os desafios únicos de uma organização e a impulsione para o sucesso. Por isso, é fundamental capacitar os clientes, por meio de ofertas e soluções que os auxiliem nos desafios de hoje sem perder o foco no amanhã. 

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se você quiser ajudar a melhorar ainda mais o Deloitte.com, preencha o formulário Pesquisa de 3 minutos