Pular para o conteúdo principal

Perspectivas globais para Life Sciences 2024

Impulsionando a resiliência

Com a pandemia global firmemente no espelho retrovisor, as empresas de ciências da vida estão analisando os principais fatores macro e microeconômicos para orientar seu crescimento futuro. Embora a lista de tendências com impacto global abrangente seja ampla, neste ano, as empresas do setor de ciências da vida estão prestando atenção especial às tendências mais disruptivas.

Em nosso relatório Global Life Sciences Sector Outlook 2024, enfatizamos essas principais tendências, como o aumento das pressões sobre os preços, o ambiente geopolítico, as mudanças nas regulamentações dos EUA e a aceleração da adoção da IA generativa (GenAI) para agilizar a descoberta de medicamentos, a redução de custos e o aumento da receita.

Com cenários geopolíticos, econômicos e regulatórios ainda incertos, as ciências da vida provavelmente precisarão continuar confiando na inovação, na agilidade e na colaboração, à medida que se baseiam em seu forte compromisso de melhorar a vida dos pacientes. 

Explore e faça o download dos principais problemas abaixo:

Espera-se que as ciências da vida em 2024 apresentem um crescimento cauteloso impulsionado por aquisições e colaborações estratégicas. Embora existam ventos contrários econômicos, principalmente na China, prevê-se que a atividade geral de M&An aumente, com as empresas farmacêuticas se concentrando em ativos com alto potencial comercial. O financiamento de capital de risco (VC) provavelmente será seletivo, favorecendo empresas com dados sólidos e histórico comprovado. Os acordos público-privados também oferecem caminhos promissores para o financiamento e o avanço da inovação. 2024 exige agilidade estratégica e colaboração para navegar em um cenário de mercado dinâmico.

Principais conclusões:
 

  • É provável que o financiamento de capital de risco seja seletivo: Espera-se que o investimento de capital de risco em ciências da vida se estabilize, favorecendo empresas com dados sólidos e potencial comprovado. O mercado de IPO permanece morno.
  • A criação de valor está no centro das atenções: As empresas darão prioridade a estratégias que impulsionem o crescimento das receitas e dos resultados por meio de aquisições e desinvestimentos direcionados.
  • As colaborações ganham força como alternativas: As empresas de biotecnologia estão recorrendo cada vez mais a modelos de parceria com grandes empresas para acessar recursos, conhecimento especializado e novos mercados, especialmente à medida que o financiamento fica mais restrito.

Faça o download deste capítulo do relatório


A IA generativa (GenAI) está evoluindo rapidamente e afetando as ciências da vida de forma significativa. Essa tecnologia tem o potencial de revolucionar tudo, desde a descoberta de medicamentos até o atendimento ao paciente, automatizando tarefas, melhorando os fluxos de trabalho e otimizando os processos, o que leva a economias de custo e ganhos de eficiência significativos. Os vastos conjuntos de dados das ciências da vida, combinados com os recursos avançados de IA dos gigantes da tecnologia, oferecem sinergias poderosas para a descoberta de medicamentos e a inovação na área da saúde.

Principais conclusões:
 

  • Abordagem String-of-Pearls para transformação: A implementação de vários casos de uso de GenAI vinculados entre si pode transformar processos inteiros em pesquisa, desenvolvimento e atendimento ao paciente.
  • Experiências personalizadas para os pacientes: A GenAI pode criar experiências personalizadas para os pacientes, como chatbots com tecnologia de IA para suporte à saúde mental ou planos de tratamento personalizados.
  • Foco na confiança e na governança: Abordar as preocupações sobre o viés, a explicabilidade e o uso ético da IA é fundamental para criar confiança e ampliar a adoção da GenAI.
  • Funcionalidade multimodal: Os LLMs estão incorporando texto, áudio, imagens e vídeo, permitindo interações humanas mais naturais e aplicações mais amplas.

Faça o download deste capítulo do relatório


Os gastos farmacêuticos globais estão aumentando, com uma mudança para medicamentos especializados caros. Os governos estão implementando controles de preços para gerenciar os custos, levantando preocupações sobre a redução do investimento em P&D no setor farmacêutico. A Lei de Redução da Inflação (IRA) dos EUA permite que o Medicare negocie os preços dos medicamentos, o que pode afetar a inovação em todo o mundo. Os governos estão explorando modelos alternativos para garantir o acesso a tratamentos essenciais para todos os pacientes e, ao mesmo tempo, promover a inovação em medicamentos realmente novos.

Principais conclusões:
 

Aumento dos custos e mudança nos padrões de gastos: Os gastos globais com produtos farmacêuticos estão se acelerando, impulsionados tanto pelo crescimento populacional quanto pela crescente demanda por medicamentos especializados de alto custo

Pressão global por acessibilidade por meio de controles de preços: As preocupações com a acessibilidade econômica estão levando os governos de todo o mundo a implementar controles rígidos de preços de medicamentos.

Cortes de preços nos EUA geram temores de inovação: As negociações de preços de medicamentos nos EUA levantam preocupações sobre um possível declínio no investimento em P&D por parte das empresas farmacêuticas que enfrentam lucros menores. Enquanto alguns argumentam que isso poderia sufocar a inovação, outros apontam que os gastos com P&D não estão vinculados apenas ao número de novos medicamentos e podem até incentivar o foco em descobertas realmente novas em vez de melhorias incrementais.

Encontrando um equilíbrio: Acessibilidade, inovação e acesso do paciente: As empresas farmacêuticas enfrentam o desafio de desenvolver estratégias para tornar os produtos comercialmente viáveis dentro das restrições de preços. O governo deve abordar questões como o alto custo do desenvolvimento de tratamentos para doenças raras e agilizar o longo processo de aprovação de medicamentos.

Faça o download deste capítulo do relatório


O desenvolvimento de medicamentos pode ser visto como lento e caro. Novas tecnologias, como a IA, estão sendo exploradas para acelerar o processo e levar os tratamentos aos pacientes mais rapidamente. Isso inclui melhor gerenciamento de dados, uso de IA para o design de medicamentos e colaboração entre diferentes organizações. As empresas farmacêuticas devem procurar melhorar sua eficiência de P&D para levar os tratamentos ao mercado mais rapidamente. Como as partes interessadas podem se preparar para alcançar esse objetivo?

Principais conclusões:
 

  • Adoção da GenAI para velocidade e eficiência: As tecnologias de IA são promissoras para acelerar a descoberta de medicamentos, os testes clínicos e a aprovação regulatória.
  • Gerenciamento de dados e desenvolvimento de talentos: A organização dos dados e a criação de uma força de trabalho preparada para o futuro são cruciais para a integração da IA.
  • Foco no tempo de obtenção de valor: Priorizar a velocidade de acesso ao mercado para tratamentos que salvam vidas, especialmente para doenças raras.
  • Colaborações estratégicas: A colaboração entre instituições farmacêuticas, biotecnológicas e de pesquisa pode acelerar o progresso da P&D.

Faça o download deste capítulo do relatório


As empresas de ciências da vida e de tecnologia médica continuam a se adaptar a um cenário global em constante mudança. Enquanto a globalização tradicional está em declínio, os países estão se voltando para dentro, com a China e os EUA desempenhando papéis importantes. A glocalização, uma mistura de globalização e localização, está impulsionando mudanças no comércio, na fabricação e na P&D. Apesar das flutuações no comércio global, os especialistas recomendam o monitoramento de sua evolução. Atrair e reter talentos é fundamental, e estratégias promissoras de talentos estão sendo exploradas.

Principais conclusões:
 

  • Globalização em declínio, mudança de poder: a globalização tradicional parece estar diminuindo, com os países adotando políticas que priorizam os interesses domésticos. A China e os EUA são os principais atores, com a China pretendendo se tornar uma economia de alta renda e continuar sendo um exportador dominante.
  • A glocalização impulsiona a mudança: As empresas estão se concentrando em cadeias de suprimentos mais curtas, na transferência da produção para outros países e no aproveitamento do apoio do governo. Essa tendência, conhecida como glocalização, está moldando os padrões comerciais e as estratégias de P&D.
  • Comércio resiliente, monitoramento cauteloso: O comércio global caiu em 2023, mas a projeção é de que se recupere em 2024. A Organização Mundial do Comércio (OMC) enfatiza o monitoramento das tendências recentes, já que alguns especialistas continuam cautelosos quanto ao impacto da desglobalização.
  • O jogo dos talentos: Atração e retenção: Atrair e reter talentos é fundamental para a inovação em P&D. Os programas estão incentivando o retorno de talentos, mas os pesquisadores estabelecidos preferem menos intervenção.

Faça o download deste capítulo do relatório


O setor de saúde está mudando para o atendimento personalizado com foco na melhoria das experiências e dos resultados dos pacientes. A tomada de decisão compartilhada (SDM) é um componente fundamental, permitindo que os pacientes participem ativamente das escolhas de tratamento. No entanto, a implementação de uma SDM autêntica continua sendo um desafio devido à variação das preferências dos pacientes e da mentalidade dos provedores. As empresas de ciências da vida podem desempenhar um papel fundamental na promoção da SDM por meio de recursos educacionais, auxílios à decisão do paciente (PDAs) e otimização dos pontos de contato com o paciente.

Principais conclusões:
 

  • Cuidados personalizados para melhorar os resultados dos pacientes: O setor de saúde está priorizando experiências de atendimento personalizado que vão além de apenas melhores opções de tratamento. O objetivo é envolver ativamente os pacientes em sua jornada de atendimento, levando a um melhor envolvimento, adesão e, por fim, melhores resultados de saúde.
  • Desafios para a implementação autêntica do SDM: Os pacientes têm diversas preferências de envolvimento, que vão desde pesquisar ativamente as opções até confiar na experiência do provedor. Alguns profissionais de saúde podem preferir uma abordagem paternalista, impedindo a participação genuína do paciente.
  • Entendendo a jornada do paciente: Uma abordagem holística: Cada doença e jornada do paciente é única. A assistência médica deve ser adaptável e atender às necessidades e circunstâncias individuais, seja um diagnóstico repentino de câncer ou a progressão gradual de uma doença crônica.

Faça o download deste capítulo do relatório


Explore nossas perspectivas anteriores
 

Analise ou faça o download das perspectivas anteriores do setor de ciências da vida.


Você está interessado nas tendências e nos problemas que afetam os provedores de serviços de saúde, os planos de saúde e as organizações governamentais de saúde? Explore nossa perspectiva global do setor de saúde.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

Se você quiser ajudar a melhorar ainda mais o Deloitte.com, preencha o formulário Pesquisa de 3 minutos