Skip to main content

Da sobrevivência à prosperidade

O futuro do trabalho em um mundo pós-pandêmico

A pandemia de Covid-19 tem sido considerada como uma "máquina do tempo para o futuro". Esse momento de pico de mudança acelerada criou um imperativo para considerar as escolhas que enfrentaremos quando as restrições da pandemia forem removidas. 

Para onde queremos ir? Com que rapidez? E como chegaremos lá? Embora cada organização enfrente seu próprio conjunto de desafios e oportunidades para acelerar o progresso, o destino é claro: humanizar o futuro do trabalho.

Uma nova era no trabalho

A redefinição da dimensão humana do trabalho no mundo atual de perturbação perpétua é um processo contínuo, sem um único ponto de entrada. É uma maneira de transformar e evoluir com um foco estratégico no trabalho e no propósito, significado e valor da organização. Isso exige que pensemos e trabalhemos de forma diferente e que desafiemos constantemente as ortodoxias do trabalho do passado.


Mudando a forma como pensamos sobre o trabalho, concentrando-nos em rearquitetar o trabalho como um fluxo e usando a tecnologia para elevar as capacidades humanas, podemos liberar o potencial humano e criar um ambiente de trabalho em que os indivíduos e as equipes estejam capacitados com as ferramentas, a tecnologia e a cultura para contribuir com todo o seu potencial. Esta é a oportunidade: Um futuro projetado em torno da dimensão humana do trabalho, liberando a energia e as infinitas possibilidades do que os seres humanos que trabalham de forma produtiva com a tecnologia podem alcançar - liberando aspirações e resultados que nunca foram possíveis antes.

Três chaves para humanizar o futuro do trabalho

É hora de passar do conceito à ação e focar no caminho para a prosperidade, não apenas para a sobrevivência. Para humanizar o futuro do trabalho, é imperativo que nós:


  • Re-arquitetar o trabalho: este é o momento de definir as novas aspirações e resultados do trabalho e de se concentrar na "arte do possível" para o que podemos alcançar usando a tecnologia para capacitar e elevar as capacidades humanas.
  • Liberar a força de trabalho: devemos desafiar a forma como pensamos sobre a força de trabalho e usar a tecnologia para ajudar a identificar e liberar o potencial humano - dentro e fora da organização.
  • Adaptar o local de trabalho: não podemos subestimar as mudanças organizacionais e culturais que são exigidas no ambiente de trabalho ampliado - que inclui o ecossistema de locais de trabalho físicos e virtuais - e as expectativas sobre como colaborar, envolver-se e relacionar-se uns com os outros.

Não há como "esperar por um momento melhor". O momento de começar a humanizar o futuro do trabalho é agora.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

If you would like to help improve Deloitte.com further, please complete a 3-minute survey