Skip to main content

WorldClimate

A mudança do clima não é uma escolha. São bilhões delas

A Deloitte está comprometida em contribuir com a mitigação dos efeitos da mudança do clima, empoderando nossos profissionais e engajando um amplo ecossistema de negócios para criar soluções que facilitem nossa transição para uma economia com baixa emissão de carbono. O progresso será possível se agirmos coletivamente – por meio de ações decisivas.

Para fazer nossa parte no cumprimento do Acordo de Paris, a Deloitte conduz o WorldClimate, programa global voltado a impulsionar escolhas climáticas responsáveis dentro e fora de nossa organização.

WorldClimate no Brasil

A estratégia do Programa WorldClimate Brasil foi oficializada no ano fiscal de 2022, com planos que se estendem até o ano fiscal de 2030. Embora a Firma brasileira da Deloitte já tivesse um histórico de iniciativas que refletiam respeito ao meio ambiente, a construção deste Programa integra a estratégia aos princípios, objetivos e pilares da organização global.

Entre nossas iniciativas, há dez ações classificadas como as mais relevantes – as “10 bold actions”. Além de gerar os impactos locais mais significativos, a expectativa é que essas dez iniciativas se tornem mantras diante de nossas pessoas, nossos clientes e nossos parceiros na sociedade, como compromissos assumidos para acelerar a transformação.

Conheça as “10 bold actions” da Deloitte Brasil acessando a última edição de nosso Relatório de Impactos.

Floresta Deloitte

A primeira das “10 bold Actions” foi a iniciativa “Floresta Deloitte”, lançada no ano fiscal de 2022 em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica. Conheça a iniciativa no vídeo abaixo.

Destaques sobre a Floresta Deloitte:
 
  • Plantio de 15 mil mudas nativas por ano, de 2022 até 2030, sequestrando anualmente 2.500 toneladas de CO² (adicionais à compensação de emissões de Gases do Efeito Estufa - GEE  já realizada pela Deloitte);
  • Preservação e monitoramento das árvores plantadas por cinco anos;
  • Apoio à recuperação de bacias e sub-bacias hidrográficas;
  • Conscientização do nosso entorno sobre a importância da conservação das florestas.

O projeto Floresta Deloitte é desenvolvido e implementado pela
área interna de Responsabilidade Corporativa & Sustentabilidade da
Deloitte, com acompanhamento da equipe de serviços de Governança sobre Doações e Patrocínios da área de Risk Advisory, utilizando a ferramenta D-Tracker Doações e Patrocínios

Pilares do WorldClimate


As metas de redução de gases de efeito estufa (GEE) de curto prazo (2030) da Deloitte foram validadas pela iniciativa Science Based Targets (SBTi), como metas baseadas na ciência alinhadas com o cenário de 1,5°C do Acordo de Paris. A Deloitte também se comprometeu a estabelecer metas de redução de emissões de longo prazo usando o padrão Net Zero da SBTi.

  • Reduzir as emissões de escopo 2 através da compra de energia 100% renovável para nossos escritórios;
  • Reduzir emissões de escopo 3 relacionadas a viagens a negócio: em 68% por profissional e em 40% nas emissões totais, independentemente do crescimento da organização a partir dos níveis mensurados em 2019;
  • Engajar nossos 25 maiores fornecedores com o objetivo de que definam metas baseadas na ciência, de acordo com as orientações da iniciativa Science Based Targets (SBTi); e
  • Manter como padrão um modelo de trabalho Digital Workplace que prevê flexibilidade entre atuações remotas e presenciais, com redução de impactos provocados por deslocamentos de curta ou longa distância.
Compensação de emissões

Enquanto trabalhamos pela redução de nossas emissões, realizamos a compra de créditos de carbono para a compensação das emissões de escopo 1 e 3 (Viagens a negócio).

Para 100% de nossas emissões de escopo 2 (energia), fazemos aquisição de I-RECs (Certificado Internacional de Energia Renovável), certificados rastreáveis de energia renovável que comprovam sua proveniência.

Projetos apoiados

Os créditos de carbono da compensação de nossas emissões referentes aos escopos 1 e 3 (viagens de negócios) apoiam projetos de recuperação e manutenção de áreas verdes. No ano fiscal de 2021, foi apoiado o projeto REDD+ Jari Amapá e, no ano fiscal de 2022, o projeto REDD+ Manoa. Desde 2013, a Deloitte Brasil contabiliza as suas emissões GEE por meio do inventário de emissões do Programa Brasileiro GHG Protocol.

  • O projeto REDD+ Jari Amapá está localizado no Vale do Jari (Amapá), nos municípios de Laranjal do Jari e Vitória do Jari, na margem esquerda do rio Jari, na divisa com o estado do Pará. Seu objetivo é a conservação florestal, a fim de gerar benefícios ao clima, biodiversidade e comunidades da região, na Amazônia brasileira.

    O seu entorno é caracterizado pela presença de várias Unidades de Conservação, servindo como um corredor ecológico para as áreas preservadas na região tendo em vista que esta área tem ocorrência de espécies globalmente ameaçadas de extinção de acordo com a Lista Vermelha de Espécies em Perigo da IUCN, que são protegidas graças à preservação da área.

  •  O projeto REDD+ Manoa está implementado nos municípios de Cujubim, Itapoã do Oeste e Porto Velho (Rondônia). Seu principal objetivo é promover o desenvolvimento de atividades destinadas a mitigar a mudança climática, reduzindo as emissões de GEE causadas pelo desmatamento e pela degradação florestal, promovendo bem-estar social e conservando a biodiversidade local.

    Dentro da área do projeto, as capacitações em educação ambiental e o manejo florestal de baixo impacto, certificado pelo selo FSC (Forest Stewardship Council), permitem disseminar conhecimento sobre a importância da conservação das florestas, consolidando uma cultura de desenvolvimento sustentável."

A Deloitte reconhece a importância de alinhar políticas, práticas e ações em toda a organização. Nesse sentido, considera as seguintes ações.

  • Priorizar a discussão das questões ambientais e climáticas nas agendas de nossos executivos;
  • Empregar abordagens ambientais e climáticas responsáveis em decisões sobre operações de escritórios, imóveis e investimentos;
  • Implementar políticas internas voltadas para soluções ambientais; 
  • Escolher fornecedores social e ambientalmente responsáveis para brindes e eventos corporativos.

Ao envolver e educar nossos profissionais sobre os impactos da mudança climática, estimulamos que façam escolhas positivas, especialmente em termos de consumo, em casa, no trabalho e nas comunidades em que vivem. Para motivar a mobilidade e o consumo sustentáveis, elaboramos comunicados, webcasts e eventos de educação e conscientização socioambiental.

Estre as iniciativas que envolvem empoderar profissionais no tema, realizamos atividades especiais no âmbito do Impact Every Day, iniciativa global da Deloitte, adotada no Brasil, para articular o voluntariado da organização e suas ações institucionais de geração de impactos positivos ao longo de um ano.

Outra iniciativa é o Green Team Brasil, grupo formado por voluntários de áreas e especialidades variadas, com o intuito de colaborar em iniciativas internas que buscam disseminar conhecimento e promover o cuidado com o meio ambiente.

A Deloitte colabora com clientes, alianças de negócios, ONGs, fornecedores e outros agentes parceiros para aumentar a demanda por produtos e serviços responsáveis e remover os obstáculos que dificultem a implementação de mudanças, além de criar soluções climáticas inovadoras de sistemas e operações.

 

 

AYA Earth Partners

A Deloitte Brasil é a única organização de serviços profissionais de seu porte engajada com o AYA Earth Partners, hub ESG estabelecido na cidade de São Paulo e que se autodefine como “uma coalização global que une pessoas, empresas e tecnologias com foco em ações e soluções para acelerar a transição para uma economia de baixo carbono”. Assim, reúne a iniciativas pública e privada, terceiro setor e academia para discutir, definir e implementar soluções para uma economia de baixo carbono e inclusiva, além de elaborar conteúdos e promover eventos para apontar tendências e movimentos de impacto. Deloitte e AYA Earth Partners apresentaram um relatório sobre a Amazônia durante a série de webcasts da Deloitte Global que ocorreram paralelamente à COP 27.