Skip to main content

2024 Global Automotive Consumer Study

Acompanhamento de tendências de consumo na indústria automóvel

Que tendências de consumo e tecnologias disruptivas terão o maior impacto na indústria automóvel neste ano? Explore as principais conclusões do nosso 2024 Global Automotive Consumer Study, incluindo a evolução da mobilidade, conetividade, tendências de compra de automóveis, e muito mais.

Tendências que afetam o ecossistema de mobilidade global

De setembro a outubro de 2023, inquirimos mais de 27.000 consumidores em 26 países para explorar opiniões relativas a uma variedade de questões críticas que afetam o setor automóvel, incluindo o interesse dos consumidores em veículos eléctricos (VEs), perceções de marca e adoção de tecnologia conectada. O nosso 2024 Global Automotive Consumer Study fornece informações importantes, que podem ajudar as empresas a definir prioridades e a posicionar melhor as suas estratégias de negócio e investimentos neste ano.

No estudo deste ano, surgiram quatro tendências principais:

  1. O abrandamento da dinâmica dos veículos eléctricos pode estar a pôr em risco os atuais cronogramas de descarbonização.
  2. Um número significativo de consumidores pode estar a pensar em mudar a marca de veículo.
  3. O interesse nas funcionalidades de conetividade pode não se traduzir totalmente em receitas e lucros. 
  4. Os consumidores mais jovens estão interessados em subscrições de veículos, uma vez que um número crescente deles se questiona sobre a necessidade de possuir um veículo no futuro. 

Para mais informações sobre estas tendências evolutivas do consumidor automóvel, descarregue o relatório completo.

Tendência 1: Eletrificação de veículos

As taxas de juro altas e os preços elevados podem estar a fazer com que, em alguns mercados, o interesse dos consumidores pelos veículos elétricos diminua. Apesar das reduções de preço dos fabricantes automóveis e dos incentivos governamentais destinados a torná-los mais acessíveis, há uma série de outros desafios que continuam a surgir, incluindo a ansiedade em relação à autonomia, o tempo de carregamento e a disponibilidade de infraestruturas de carregamento.

O interesse dos consumidores por veículos com motores de combustão interna (Internal Combustion Engines - ICE) está a recuperar em alguns mercados inquiridos, uma vez que as preocupações com a acessibilidade dos preços continuam a pesar nas intenções futuras.

Tendência 2: Futuras intenções de veículos

O preço está no topo da lista de factores que determinam a escolha da marca do veículo para os consumidores dos mercados desenvolvidos, incluindo a Alemanha, o Japão e os Estados Unidos; enquanto o desempenho do veículo (China e Coreia do Sul) e a qualidade do produto (Índia) são os principais factores para os consumidores de outros mercados globais.

Dependendo do mercado, o que mais importa para os consumidores inquiridos quando pensam na sua próxima marca de veículo é o preço, a qualidade do produto ou o desempenho.

Tendência 3: Conectividade

Entre os interessados em veículos conectados, existe um nível relativamente elevado de interesse em funcionalidades que forneçam atualizações sobre manutenção, segurança do tráfego/estrada e sugestões de percursos mais seguros. No entanto, a disponibilidade para pagar mais por tecnologias conectadas continua a ser comparativamente baixa nos mercados desenvolvidos.

Os consumidores inquiridos em mercados em desenvolvimento como a Índia, a China e o Sudeste Asiático estão também mais dispostos a pagar por serviços de veículos conectados do que os consumidores inquiridos em mercados como os Estados Unidos, o Japão e a Alemanha. 

  • Índia: 71%
  • China: 60%
  • Sudeste Asiático: 55%
  • Rep. da Coreia: 33%
  • EUA: 25%
  • Japão: 23%
  • Alemanha: 20%

Tendência 4: Assinaturas de veículos

Num contexto de condições económicas incertas que suscitam preocupações sobre a capacidade financeira, um número significativo de consumidores mais jovens em muitos mercados está pelo menos um pouco interessado em desistir completamente da propriedade de um veículo em favor de um modelo de subscrição, mas persistem preocupações quanto à disponibilidade de veículos, ao custo total de propriedade e à perceção de mensalidades mais elevadas.

Interesse dos consumidores em renunciar à propriedade de um veículo a favor da assinatura (% muito/algum interesse) para os inquiridos entre os 18 e os 34 anos:

Pretende obter mais conclusões do nosso estudo 2024 Global Automotive Consumer Study?

Inscreva-se para receber mais informações sobre as maiores tendências de consumo que impulsionam a indústria automóvel.

Did you find this useful?

Thanks for your feedback

If you would like to help improve Deloitte.com further, please complete a 3-minute survey