This site uses cookies to provide you with a more responsive and personalized service. By using this site you agree to our use of cookies. Please read our cookie notice for more information on the cookies we use and how to delete or block them.

Bookmark Email Imprimir esta página

O papel da Deloitte neste "novo desafio"

Sessões de formação sobre o Sistema de Normalização Contabilística

  • Realizámos sessões de formação para o público em geral em Lisboa (em Outubro e Dezembro de 2008 e Outubro e Dezembro de 2009) e no Porto (Outubro de 2008 e Outubro de 2009)
  • Desenvolvemos diversas sessões de formação específicas para grupos económicos e empresas;
  • Continuaremos a desenvolver sessões de formação para grupos económicos e para empresas, assim como para o público em geral.

Transição para o SNC

  • Diagnóstico qualitativo dos impactos decorrentes da transição para o SNC, incluindo diagnóstico das diferentes alternativas de transição, quando aplicável;
  • Supervisão, acompanhamento e/ou execução das tarefas de identificação e quantificação de impactos contabilísticos na data de transição – 1 de Janeiro de 2009;
  • Supervisão, acompanhamento e/ou execução das tarefas de elaboração de demonstrações financeiras (pró-forma) em 31 de Dezembro de 2009;
  • Supervisão, acompanhamento e/ou execução das tarefas de elaboração de demonstrações financeiras em 31 de Dezembro de 2010.

Impacto fiscal decorrente da transição para o SNC

  • Análise e quantificação do impacto fiscal (impostos correntes vs. impostos diferidos) decorrente das alterações associadas à transição para o SNC;
  • Diagnóstico das necessidades ao nível da captura e tratamento de informação, nomeadamente no que respeita à informação que deverá estar disponível para que sejam apurados os diversos ajustamentos fiscais que se mostrem aplicáveis;
  • Diagnóstico de impacto ao nível dos processos e/ou mecanismos de controlo interno;
  • Diagnóstico de impacto ao nível dos sistemas de informação, tendo igualmente em consideração os mapas fiscais que deverão ser extraídos daqueles sistemas (e que poderão posteriormente vir a ser apresentados junto das competentes autoridades tributárias);
  • Adaptação e/ou alteração ao nível dos sistemas de informação;
  • Implementação das alterações e/ou medidas para fazer face às necessidades diagnosticadas.

Adaptação e/ou alterações processuais nos mecanismos de controlo interno e nos sistemas de informação decorrentes da transição para o SNC

Diagnóstico de impacto ao nível dos sistemas de informação, nomeadamente:

  • Captura e tratamento de informação;
  • Processos (ciclos de negócio) e/ou modelos de interfaceamento entre aplicações;
  • Estrutura de reporting operacional, de gestão e/ou institucional;
  • Processos de gestão de activos;
  • Elaboração de roadmap de iniciativas a desenvolver para fazer face aos impactos diagnosticados;
  • Desenho e implementação das adaptações ao nível dos sistemas de informação, de acordo com o conjunto de iniciativas identificadas;
  • Reengenharia de processos e/ou mecanismos de controlo interno.