Skip to main content

Plantando as sementes da liderança

A tradição da Deloitte de formar líderes internos se estende por toda a história da organização e continua até hoje com inúmeras iniciativas internas dedicadas a ajudar seus talentosos profissionais a crescer e realizar seu potencial.

Em 1862, o funcionário Henry Dever tornou-se o terceiro sócio de William Welch Deloitte. Dever recompensou a confiança de Deloitte nele com uma vida inteira de serviços. Entre outras realizações, Dever atuou como liquidante das contas da Great Eastern Steamship Co. e da C. de Murrieta & Co. Da mesma forma, George Cloutte, que se juntou à equipe da Deloitte em 1869, foi promovido a escriturário-chefe no final da década de 1880 e tornou-se o sexto sócio em 1889.

Cloutte e Dever servem como lembretes de que a dedicação da Deloitte em cultivar líderes internos é realmente parte do DNA da organização.

As antigas firmas da Deloitte também criaram líderes internos. Charles Stewart Ludlam iniciou sua carreira na Haskins & Sells em 1897 como CPA nº 115 de Nova York e tornou-se o terceiro sócio da empresa em 1903. Na Touche, Niven & Co., Victor H. Stempf ingressou no escritório da empresa em St. Louis em 1915 e foi nomeado sócio em 1922. Histórias de sucesso semelhantes de todo o mundo se seguiram à expansão da Deloitte. Rita Nikolian entrou na Deloitte como secretária em 1988 e acabou se tornando sócia do departamento de Consultoria Tributária do escritório da Deloitte em São Paulo.

Em meio à Quarta Revolução Industrial, a Deloitte continua a atrair jovens profissionais talentosos e a ajudar a prepará-los para cargos de maior responsabilidade. As instalações de última geração da Deloitte University oferecem aos profissionais da Deloitte programas de desenvolvimento de liderança de classe mundial, e a metodologia Business Chemistry da Deloitte utiliza insights da neuroantropologia e da genética para ajudar os futuros líderes a entender seus próprios estilos de negócios e liderar equipes de forma mais eficaz.

Esse desenvolvimento de liderança com foco no futuro é uma parte vital para garantir que, daqui a 100 anos, a Deloitte ainda esteja prestando um serviço superior ao cliente, mesmo com as mudanças no cenário tecnológico e o surgimento de novos desafios de negócios.

O impulso do desenvolvimento profissional agora deve abranger um processo de atualização contínua e introdução a novas áreas de estudo. A explosão de conhecimento por si só torna isso necessário. O senhor não pode sair com seu diploma e se considerar instruído para o resto da vida.

-Elmer G. Beamer, sócio, Haskins & Sells, 1971