Pular para o conteúdo principal

A ascensão da empresa socialmente responsável

Pesquisa de impacto social da Deloitte Global

À medida que nos aproximamos da terceira década do século XXI, a mentalidade corporativa coletiva está passando por uma mudança dinâmica. Embora o lucro continue a ser uma prioridade, a ideia de que as empresas deveriam fazer mais para impactar positivamente a sociedade começou a ressoar entre os diretores executivos e as salas de reuniões.

A pesquisa de impacto social da Deloitte Global procura entender como as ações dos últimos anos estão influenciando as iniciativas de responsabilidade social das empresas e o que isso pode significar para o futuro imediato. Ela faz a seguinte pergunta: "as visões de longo prazo sobre o impacto social podem coexistir com as demandas de curto prazo por desempenho financeiro?" Como isso afeta as estratégias de impacto social das empresas?

A pesquisa revela que os líderes empresariais acreditam sinceramente que as empresas são mais do que meras empregadoras (93%), elas também são administradoras da sociedade. Esse é um papel que os líderes pesquisados abraçam. Eles estão planejando tomar posições maiores em questões de impacto social (95%) no próximo ano e estão dedicando recursos substanciais a iniciativas socialmente responsáveis. Atualmente, a maioria (59%) dedica entre 1% e 5% de suas receitas a programas com um propósito, sendo que dois terços registraram aumentos nos orçamentos dedicados a esses programas nos últimos dois anos.

A pesquisa da Deloitte sugere que os C-suites em 2019 provavelmente se tornarão ainda mais vocais e orientados para a ação, à medida que a ascensão de empresas socialmente responsáveis avança em termos de propósito juntamente com o lucro.

De acordo com o relatório Tendências Globais de Capital Humano da Deloitte de 2018, "a cidadania corporativa é agora uma estratégia de negócios no nível do CEO - definindo a própria identidade da organização". Os executivos desta pesquisa concordam, dizendo que as iniciativas de impacto social precisam ser abordadas nos níveis mais altos. Quarenta e seis por cento dos entrevistados disseram que os CEOs e os principais executivos desempenham os papéis mais importantes na promoção do impacto social, e a mesma porcentagem disse que os CEOs são os principais impulsionadores dos programas de responsabilidade social corporativa (CSR) em suas organizações.

As empresas têm uma visão ampla ao medir o sucesso das iniciativas de impacto social, ponderando o efeito das iniciativas em seus negócios quase na mesma medida que o impacto nos beneficiários. Embora a lucratividade tenha ficado em primeiro lugar, outros fatores, como retenção de funcionários, número de vidas afetadas e número de regiões geográficas ajudadas, desempenham um papel igualmente importante na motivação do impacto social de uma empresa

A pesquisa da Deloitte sugere que os C-suites em 2019 provavelmente se tornarão ainda mais vocais e orientados para a ação, à medida que a ascensão de empresas socialmente responsáveis avança em termos de propósito juntamente com o lucro.