This site uses cookies to provide you with a more responsive and personalized service. By using this site you agree to our use of cookies. Please read our cookie notice for more information on the cookies we use and how to delete or block them.

Bookmark Email Imprimir esta página

América do Sul poderá tornar-se uma força competitiva na indústria da produção florestal, papel e embalagens

Os planos para a significativa capacidade de expansão da América do Sul estão definidos para acrescentar entre 20 a 30 milhões de toneladas de pasta química no mercado de produção florestal, papel e embalagens até 2020. Esta é a conclusão do 2013 Global forest, paper, and packaging trend watch: A changing landscape: South America’s influence on global markets, um relatório lançado pela Deloitte Touche Tohmatsu (DTTL), Global Manufacturing Industry group.

O relatório evidencia a crescente influência da América do Sul na indústria global da produção florestal, papel e embalagens, enquanto base emergente de consumidores. Devido à dependência da região das importações de papel para satisfazer  o aumento da procura é expectável que este se mantenha. O estudo avança também que a América do Sul, com os investimentos em tecnologias mais avançadas para produção, pode assumir uma posição competitiva no mercado global, devendo atingir uma escala de produção comercial de bioenergia com base na madeira e outras celuloses.

“A expansão planeada de pasta química terá, naturalmente, um profundo impacto no mercado global e irá, com grande probabilidade, influenciar os investimentos estratégicos de produtores nos próximos anos”, afirma John Dixon, responsável global pelo sector Forest, Paper, & Packaging da DTTL. “Por exemplo, algumas empresas europeias de produção florestal, papel e embalagens já têm investimentos significativos na América do Sul. As novas tecnologias e os processos mais eficazes em fábricas de ponta actuam como vantagem competitiva para as empresas nesta região”.

De acordo com o relatório, espera-se que estejam disponíveis em 2014, entre sete a oito milhões de toneladas oriundas de cinco produtores sul-americanos, dirigidas sobretudo ao mercado de exportação. “Com a procura global, a competitividade de exportação dos sul-americanos deverá evoluir de acordo com o seu principal parceiro de negócio, a China, que nos próximos anos deverá continuar a ser o maior consumidor mundial de pasta química”, afirma Dixon.

O relatório conclui que os mercados abertos, a renovação do consumo na Europa e América do Norte e a resposta às previsões de procura da China são necessários para apoiar o crescimento a longo prazo da indústria de produção florestal, papel e embalagens. Adicionalmente, o relatório discute o potencial da América do Sul para emergir como força significativa na indústria, impulsionando o acompanhamento de outras regiões que poderão adaptar-se às suas tendências.

"As empresas mundiais de produção florestal, papel e embalagens que fizeram investimentos estratégicos em mercados emergentes como os da América do Sul vão, provavelmente, ter uma vantagem competitiva à medida que a indústria continue a evoluir no futuro", acrescenta Dixon.

Para download do 2013 Global forest, paper, and packaging trend watch: A changing landscape: South America’s influence on global markets report, por favor consulte www.deloitte.com/fpp.  

 

Sobre a Deloitte
“Deloitte” refere-se à Deloitte Touche Tohmatsu Limited, uma sociedade privada de responsabilidade limitada do Reino Unido, ou a uma ou mais entidades da sua rede de firmas membro, sendo cada uma delas uma entidade legal separada e independente. Para aceder à descrição detalhada da estrutura legal da Deloitte Touche Tohmatsu Limited e suas firmas membro consulte www.deloitte.com/pt/about.
A Deloitte presta serviços de auditoria, consultoria fiscal, consultoria, corporate finance a clientes nos mais diversos sectores de actividade. Com uma rede, globalmente ligada, de firmas membro, em mais de 150 países, a Deloitte combina competências de elevado nível com oferta de serviços qualificados, conferindo aos clientes o conhecimento que lhes permite abordar os desafios mais complexos dos seus negócios. Os cerca de 200.000 profissionais da Deloitte empenham-se continuamente para serem o padrão da excelência.

Sobre a o grupo DTTL Global Manufacturing Industry
O DTTL Global Manufacturing Industry group é composto por cerca de 2.000 firmas-membro e mais de 13.000 profissionais do sector em mais de 45 países. O conhecimento profundo da indústria aliado à experiência de serviços em linha e à liderança de pensamento permite-lhes resolver questões complexas graças às firmas-membro nos quatro cantos do globo. As firmas-membro da Deloitte atraem, desenvolvem e retêm os melhores profissionais, ao mesmo tempo que lhes incutem um conjunto de valores  centrados na integridade, valor para os clientes, compromisso entre eles e força da diversidade. As firmas-membro fornecem serviços profissionais a 80 por cento das empresas da indústria de transformação, no Fortune Global 500. Para mais informação acerca o grupo Global Manufacturing Industry, visite www.deloitte.com/manufacturing.

 

Contactos

Nome:
Marketing
Empresa:
Deloitte & Associados, SROC, S.A.
Posição:
Telefone:
Email
ptcorporatemarketing@deloitte.pt